Descubra se é preciso saber falar italiano para obter cidadania

falar italiano

Você já considerou a possibilidade de adquirir a tão desejada dupla cidadania italiana? 

A ideia de explorar as raízes culturais e históricas do país da bota pode ser tentadora, mas muitas pessoas se perguntam se é realmente necessário dominar a língua italiana para garantir esse privilégio. 

Neste artigo, vamos explorar a relação entre o conhecimento do idioma italiano e o processo de obtenção da cidadania italiana, desmistificando o papel linguístico nesse caminho rumo à dupla cidadania.

Continue lendo e descubra os mitos e verdades que circundam esse tema.

O papel do idioma italiano no processo de bbtenção da cidadania

Uma pergunta muito comum ao considerar obter a dupla cidadania italiana é: Preciso saber o idioma italiano para dar entrada no processo?

A resposta é curta: depende.

Para obter a cidadania italiana por descendência, não é necessário saber italiano. Isso porque, nessa modalidade, o requerente é descendente direto de um italiano, e a cidadania é transmitida automaticamente, independentemente do conhecimento da língua.

No entanto, para obter a cidadania italiana por naturalização, é necessário saber italiano em um nível mínimo de proficiência, que é definido como B1 pelo Quadro Europeu Comum de Referência para Línguas (QECR). 

Isso vale para os casos de naturalização por casamento ou por tempo de residência.

O requisito de proficiência em italiano para naturalização foi introduzido em 2018, com o objetivo de garantir que os novos cidadãos italianos tenham condições de se integrar à sociedade.

Portanto, demonstrar proficiência no idioma italiano não é uma exigência prévia para a obtenção da dupla cidadania por meio do Jus sanguinis.

O que é Jus sanguinis?

Jus sanguinis é um termo em latim que significa direito de sangue.

Ele se refere a um princípio legal de determinação da cidadania, onde a nacionalidade é transmitida pelos pais, independentemente do local de nascimento do filho. 

Em outras palavras, uma pessoa adquire a cidadania de um determinado país automaticamente se um ou ambos os pais também forem cidadãos desse país.

Posto isso, na sequência deste artigo abordaremos os principais benefícios para obter a dupla cidadania. Confira!

Quais são as vantagens de obter dupla cidadania italiana?

A dupla cidadania italiana abre portas para uma série de vantagens, proporcionando não apenas uma base legal sólida, mas também uma riqueza cultural e oportunidades diversificadas.

Veja os principais benefícios:

1. Mobilidade na União Europeia

  • Liberdade para viver e trabalhar em qualquer país da União Europeia como um cidadão europeu.
  •  Facilidade de movimentação sem a necessidade de visto ou autorização de trabalho.

2. Oportunidades Educacionais

  • Acesso a instituições educacionais renomadas na Itália e na União Europeia.
  •  Participação em programas de intercâmbio e pesquisa acadêmica.

4. Serviços de Saúde e Bem-Estar

  • Acesso aos serviços de saúde italianos e europeus.
  • Benefícios sociais e programas de bem-estar disponíveis para cidadãos italianos.

5. Comunidade Global Italiana

  • Participação ativa na comunidade italiana global.
  • Networking e oportunidades de negócios com outros cidadãos italianos ao redor do mundo.

6. Enriquecimento Pessoal e Profissional

  • Valorização do currículo e das experiências profissionais.
  •   Ampliação das perspectivas pessoais e profissionais.

Quer saber quais são os passos para obter a dupla cidadania italiana? Saiba na sequência deste artigo.

Quais são os requisitos para se obter a cidadania italiana? 

Requisitos são as condições que devem ser cumpridas para que a dupla cidadania seja aprovada ou considerada válida.

Então, se você está em busca de viver experiências na Itália ou em outros países da Europa, anote essas informações:

Cidadania italiana por descendência

  • Ter um ascendente italiano, nascido na Itália;
  • Não ter havido perda da cidadania italiana pelo ascendente;
  • Comprovar a linha de descendência, por meio de certidões de nascimento, casamento e óbito;
  • Não ter sido condenado por crime hediondo ou crime doloso contra a pessoa ou contra o patrimônio, com pena de reclusão superior a dois anos.

Cidadania italiana por naturalização

  • Ter idade mínima de 18 anos;
  • Residência legal na Itália por no mínimo 10 anos consecutivos, ou 5 anos consecutivos se casado com um cidadão italiano;
  • Possuir bom comportamento moral;
  • Não ter sido condenado por crime hediondo ou crime doloso contra a pessoa ou contra o patrimônio, com pena de reclusão superior a dois anos;
  • Comprovar o conhecimento do idioma italiano em nível B1 do Quadro Europeu Comum de Referência para Línguas (QECR).

Cidadania italiana por casamento

  • Estar casado com um cidadão italiano há no mínimo 3 anos, se não houver filhos;
  • Estar casado com um cidadão italiano há no mínimo 1 ano e meio, se houver filhos;
  • Possuir bom comportamento moral;
  • Não ter sido condenado por crime hediondo ou crime doloso contra a pessoa ou contra o patrimônio, com pena de reclusão superior a dois anos;
  • Comprovar o conhecimento do idioma italiano em nível B1 do Quadro Europeu Comum de Referência para Línguas (QECR).

Vale ressaltar que, os requisitos podem variar de acordo com a legislação italiana vigente.

Portanto, é importante consultar o consulado italiano da sua jurisdição ou um escritório especializado para obter informações atualizadas.

Como simplificar o processo para dupla cidadania Italiana?

Ter o respaldo de um escritório especializado no processo de dupla cidadania italiana é fundamental para quem busca eficiência e tranquilidade ao navegar por esse caminho burocrático.

Um escritório especializado pode agir como um intermediário entre o requerente e as autoridades italianas, lidando com a papelada, traduções e comunicações, aliviando assim o fardo administrativo sobre seus os ombros.

Ademais, a importância desse suporte especializado também se destaca na interpretação correta das nuances do processo, ajudando os requerentes a evitar possíveis obstáculos e erros que poderiam retardar ou comprometer a obtenção da cidadania.

Então, não perca tempo! se você pretende ser um cidadão italiano, fale conosco agora mesmo.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on linkedin
LinkedIn
Letícia Portela

Letícia Portela

Advogada

Deixe seu comentário

Nossas redes sociais

Você pode gostar também

Assine nossa Newsletter

Sem spam, notificações apenas sobre novos produtos, atualizações e muito mais!

Postagens relacionadas

cidadania

Quantas cidadanias uma pessoa pode ter?

Navegando pelo intrincado mundo das cidadanias, surge a curiosa indagação: quantas cidadanias uma pessoa pode realmente possuir? A resposta a essa pergunta vai além de